C25: "Second Life"

Desde o aparecimento dos primeiros computadores pessoais que os jogos tiveram uma grande importância, pela apetência de entretenimento criada junto dos utilizadores e por serem um dos principais factores de evolução do hardware dos computadores.

Ontem como hoje, os jogos continuam a ter a mesma importância. No entanto, com o surgimento da internet, e com a melhoria da velocidade e o aumento de utilizadores em todo o planeta, começaram a surgir outras alternativas aos tradicionais jogos de pc, com a disponibilização de alguns jogos on-line, com características inovadoras e tirando partido do melhor que a internet tem para dar: baixos custos de utilização, o conceito de rede global e facilidade de actualização de conteúdos.

O mundo dos jogos dava para ter uma crónica semanal própria, tal é a dinâmica e a quantidade de novidades que surgem todos os dias.

Na crónica de hoje, no entanto, vamos falar apenas num dos jogos que tem sido mais badalado nos últimos tempos, jogo esse que dá pelo nome “Second Life”, e que está disponível através da internet (é necessário instalar um software adicional no computador para poder utilizá-lo).

E o que é o Second Life?

Pegando na definição que vem no site wikipédia “O Second Life é um ambiente virtual e tridimensional que simula em alguns aspectos a vida real e social do ser humano. Dependendo do tipo de uso pode ser encarado como um jogo, um mero simulador, um comércio virtual ou uma rede social. O nome “Second Life” significa em inglês “segunda vida” que pode ser interpretado como uma “vida paralela”, uma segunda vida além da vida “principal”, “real”.

Este jogo, lançado em 2003, tem-se tornado mais conhecido por permitir criar ambientes gráficos complexos e, pelo facto, de muitas instituições públicas e privadas já terem percebido as potencialidades deste tipo de jogos. O “Second Life” tem cerca de 8 milhões de utilizadores a nível mundial e cerca de 40000 em Portugal. Na lista de países com mais utilizadores Portugal está em 12º lugar.

Para começar a jogar ao nível mais básico é muito simples: basta registar-se, escolher um nome, um avatar (uma espécie de boneco a 3D com aspecto humano) e nada mais. Este nível é gratuito.

A titulo de exemplo, e só para citar instituições portuguesas, o Ministério da Justiça criou recentemente um centro virtual de resolução de conflitos para os utilizadores do jogo, sendo o primeiro ministério de justiça do Europa a fazê-lo. O banco BES também criou uma agência bancária virtual, para reforçar a sua imagem junto dos utilizadores mais jovens, utilizando um avatar com a figura de Cristiano Ronaldo. Essa agência localiza-se num ambiente virtual de Cascais e da sua marina e foi o ambiente escolhido por se considerar um dos mais belos da costa portuguesa. Mais do que vender os produtos do banco, o objectivo é vender a cultura e imagem da instituição.

Outra instituição que criou o seu espaço no “Second Life” foi a Universidade de Aveiro. Neste espaço, para alem de promoção e divulgação da instituição, pretende-se abordar e promover a discussão entre os utilizadores dos temas das novas tecnologias, bem como outras áreas de conhecimento existentes na instituição.

Estes são apenas, alguns exemplos portugueses do que se pode encontrar no “Second Life”.

Outra das particularidades deste jogo é que tem uma moeda própria – Linden Dollar – e que pode ser usada para comprar entradas em espectáculos, comprar imóveis, roupa, tudo o for criado neste mundo virtual. O dinheiro virtual compra-se com dinheiro real e podemos conseguir obter mais dinheiro produzindo objectos dentro do jogo, construir imóveis, animações ou trabalhar para outros avatars. Já existem empresas a ganhar dinheiro através da produção de animações e conteúdos em 3D para utilizadores do site.

Este jogo atingiu uma dimensão tal, que nem os próprios criadores conseguem ter uma noção exacta do que os utilizadores estão a fazer, uma vez que cada jogador é livre de desenvolver as animações que quiser e ter as relações que entender com outros utilizadores.

Nada como experimentar entrar neste mundo virtual para se aperceber de toda a dimensão deste jogo. O único risco que corre é de ficar viciado.

S07: Sites de Referência

Esta semana destacamos o jogo http://www.secondlife.com

O que é o wikipedia diz sobre o Second Life:
“O Second Life (também abreviado por SL) é um ambiente virtual e tridimensional que simula em alguns aspectos a vida real e social do ser humano. Dependendo do tipo de uso pode ser encarado como um jogo, um mero simulador, um comércio virtual ou uma rede social. O nome “second life” significa em inglês “segunda vida” que pode ser interpretado como uma “vida paralela”, uma segunda vida além da vida “principal”, “real”. Dentro do próprio jogo, o jargão utilizado para se referir à “primeira vida”, ou seja, à vida real do usuário, é “RL” ou “Real Life” que se traduz literalmente por “vida real”.
Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Second_Life

Um blog português sobre o secondlife : http://getasecondlife.net/